Aicep lança ferramenta para empresas avaliarem preparação para o ‘e-commerce’


A Aicep – Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, está a lançar várias iniciativas de apoio às empresas, no contexto da pandemia do novo coronavírus. Entre as iniciativas para fazer face à Covid-19 está um novo pacote de serviços dedicado ao ‘E-Commerce’, assim como informação detalhada sobre a situação nos mercados internacionais e acompanhamento personalizado às empresas afetadas.

Sobre os novos serviços de comércio digital, a Aicep vai lançar uma ferramenta de diagnóstico de ‘E-Commerce’, que “vai permitir a cada empresa perceber qual o seu nível de preparação para iniciar a exportação ‘online’ e receber um relatório com recomendações sobre como se preparar ou como começar a tirar partido da exportação ‘online'”.

Esta ferramenta de autodiagnóstico das empresas para o ‘E-Commerce’ está disponível a partir da próxima sexta-feira, dia 17 de abril, para qualquer empresa, na plataforma Portugal Exporta.

“A Aicep está a promover um conjunto de ‘Webinars’ dedicados ao ‘E-Commerce’ internacional, uma realidade a que as empresas portuguesas, especialmente as PME [Peuqenas e Médias Empresas], devem estar atentas”, recomenda ainda a agência liderada por Luís Castro Henriques, detalhando o calendários de ações para os próximos dias: ‘Novas tendências: teletrabalho, formação ‘online’ ou impressão 3D” – dia 16 às 10h00 e dia 27 às 10h00; ‘E-Commerce – O impacto do coronavírus no comércio eletrónico’ – dia 20 às 10h00; ‘E-Commerce – Análise do Impacto da Crise em diferentes setores. Casos práticos na utilização de ferramentas de análise” – dia 23 às 10h00.

“Os ‘Webinars’ são realizados através da plataforma de ‘E-Learning’ da Aicep, a e.Academia Internacionalizar, disponível no ‘site’. Todos os ‘Webinars’ ficarão disponíveis ‘online'”, assegura um comunicado da Aicep.

A agência vai ainda desenvolver ‘workshops’ ‘online’ com ‘marketplaces’. “A Aicep continua a promover parcerias com ‘marketplaces’ para dar às empresas portuguesas a oportunidade de conhecer o potencial de negócio e o funcionamento destas plataformas”, esclarece o referido comunicado.

O lançamento do primeiro ‘workshop’ exclusivamente ‘online com o ‘marketplace’ ‘We Want Shoes, em parceria com a APICCAPS [Associação Portuguesa dos Industriais de Calçado, Componentes, Artigos de Pele e Sucedâneos], no ocorrerá o próximo dia 23, às 17h00. “Este ‘webinar’ conta com a participação do fundador e CEO da ‘We Want Shoes’, Saydou Bangoura, que é o principal marketplace online B2B [business-to-busines] da Europa de calçado, malas e acessórios, onde estão presentes 300 marcas”, destaca a Aicep.

“O novo pacote ‘online’ da Aicep dedicado ao ‘E-Commerce’ vem no seguimento do ‘Programa Exportar Online’, um trabalho desenvolvido ao longo dos últimos dois anos. Incluiu um ‘roadshow’ de norte a sul do país, para sensibilizar empresas para a importância do ‘E-Commerce’, conferências com ‘marketplaces’, nomeadamente com os gigantes Alibaba e Amazon, programas de ‘E-Learning’, por exemplo sobre o ‘Brexit’, e a Academia Internacionalizar, com programas de formação avançada, em parceria com universidades e escolas de negócio”, avança o referido comunicado.

Outras medidas da Aicep de apoio e esclarecimento às empresas passam por informação detalhada sobre os mercados internacionais, nomeadamente sobre setores com maiores constrangimentos, principais dificuldades a nível logístico, maiores barreiras à exportação, produzida pelas delegações da agência espalhadas pelo mundo e disponibilizada no ‘site’ da Aicep.

“Já temos informação disponível sobre 37 mercados, que é atualizada regularmente. Além da informação sobre mercados, a Aicep também disponibiliza informação sobre legislação e outras medidas de apoio às empresas”, assegura esta instituição.

O acompanhamento personalizado por parte da equipa comercial da Aicep às empresa afetadas pelos impactos da pandemia e o reforço da capacidade de resposta da equipa dedicada à verificação e pagamento de incentivos, no sentido de cumprir as orientações estipuladas pelo Governo, no âmbito do PT2020, como o pagamento no prazo de 30 dias; prorrogação do prazo de reembolso de créditos concedidos no âmbito do QREN ou do PT2020; e elegibilidade de despesas suportadas com eventos internacionais anulados são outras medidas que a Aicep está a desenvolver para apoiar as empresas.


Fonte: Jornal Económico