Investidor Israelita investe 180 milhões em hotéis e casas em Gaia


Hotéis, centro de congressos e 300 casas em Gaia

Foi o que aconteceu em maio do ano passado, com a compra de um terreno na Rua General Torres, em Gaia, junto à ponte D. Luís I, onde prevê arrancar em novembro com a construção de “um novo hotel de quatro estrelas, com 64 quartos, que será explorado por um grupo espanhol”, disse, sem identificar o operador. O investimento ronda os 8/9 milhões de euros e estará pronto no verão de 2023.

E porque esta cidade constitui um dos principais alvos da Fortera, a promotora portuguesa de capitais israelitas adquiriu um terreno de 54 mil metros quadrados, nas traseiras dos Paços do Concelho, e está em fase final de aquisição de outro de 44 mil, no local mais atraente da cidade, com as melhores vistas e o melhor acesso a todos os pontos de interesse de Gaia, garantiu Dror, sem revelar a localização.

O primeiro terreno visa edificar o projeto Skyline, orçamentado em 80 milhões de euros, formado por um centro de congressos com 2.500 lugares, um hotel de cinco estrelas com mais de 250 quartos e um centro multiusos, com arranque da obra previsto para o próximo ano. “O centro de congressos atrairá conferências de todo o mundo e permitirá que a cidade se torne um centro de conhecimento, inovação e criatividade”, enfatizou o empresário.

Já o segundo terreno, num projeto igualmente orçamentado em 80 milhões de euros, destina-se à construção, a iniciar igualmente em 2021, de um complexo residencial com “mais de 300 apartamentos”, distribuídos por três torres, a edificar “entre três a quatro anos”.

Fonte: Jornal de Negócios